O PATRONO - DR. JOAQUIM DE CARVALHO

Image

BIOGRAFIA

Joaquim de Carvalho nasceu na Figueira da Foz, em 1892. Licenciou-se na Universidade de Coimbra, primeiro em Direito (1914) e, depois, em Filosofia (1915). Estudioso, entre outros, da obra de Pedro Nunes, Francisco Sanchez, Luís Antonio Verney, Antero de Quental e Espinosa, destacou-se como um dos mais importantes historiadores da cultura filosófica portuguesa. Faleceu em Coimbra, a 27 de Outubro de 1958.
Historiador da Filosofia e da Cultura, pensador e ensaísta, erudito e professor, Joaquim de Carvalho foi, nas quatro décadas que vão de 1918 a 1958, ano da sua morte, uma das maiores figuras, em Portugal, dos estudos a que se dedicou, e em todos estes domínios do scibile deixou a marca duradoura da sua personalidade de exceção.
Como historiador da Filosofia e da Cultura, não vejo quem se possa comparar com ele tanto na vastidão dos conhecimentos como na profundidade e na originalidade com que os organizou, sempre com o mais escrupuloso respeito das perspetivas sincrónicas da evolução das ideias e dos factos culturais.
Este respeito rigoroso pelo carácter histórico do pensamento já levou críticos apressados e superficiais a sustentar que Joaquim de Carvalho não foi filósofo.

OBRA

Filosofia e História da Filosofia
  • Joaquim de Carvalho - O Homem e a Obra, por José V. de Pina Martins
  • António de Gouveia e o Aristotelismo da Renascença - António de Gouveia e Pedro Ramo
  • A Teoria da Verdade e do Erro nas Disputationes Metaphysicae de Francisco Suáre
  • Leão Hebreu, Filósofo ? (Para a História do Platonismo no Renascimento)
  • Estudos sobre as leituras filosóficas de Camões
  • Desenvolvimento da filosofia em Portugal durante a idade média
  • Discurso na Academia das Ciências de Lisboa
  • Sobre o lugar de origem dos antepassados de Baruch de Espinosa
  • Montaigne na história da filosofia
  • Antero de Quental e a filosofia de Eduardo de Hartmann
  • Joaquim de Carvalho (1892-1958), pensador e historiador, por José V. de Pina Martins
  • Descartes e a cultura filosófica portuguesa
  • Oróbio de Castro e o Espinosismo
  • Sobre a origem da conceção da inconsciência de Deus em Antero de Quental
  • Evolução da historiografia filosófica em Portugal até fins do século XIX
  • Introdução ao Fédon de Platão
  • Gomes de Lisboa e o averroísta Nicoleto Vernia
  • Introdução à ética de Espinosa
  • Introdução ao ensaio filosófico sobre o entendimento humano de John Locke
  • Saber e filosofar
  • Introdução à metafísica de Aristóteles
  • Nas comemorações do quarto centenário do nascimento de Francisco Sanches
  • Hegel e o conceito de história da filosofia
  • Introdução à filosofia como ciência de rigor de Husserl
  • Os Opera Philosophica de Francisco Sanches
  • Sobre a erudição de Gomes Eanes de Zurara (notas em torno de alguns plágios deste cronista)
História da Cultura
História e Crítica Literárias, e História da Ciência
História das Instituições e Pensamento Político
Escritos sobre a Universidade de Coimbra
Ensaios e Fragmentos Filosóficos e Bibliográficos
Image
Image

FOTOBIOGRAFIA

JSN Dona 2 is designed by JoomlaShine.com | powered by JSN Sun Framework